Todos os homens restaurados por Deus, gerando uma transformação em seus relacionamentos. O alvo é criar um ambiente que possa ser usado por Deus na produção de discípulos e que os homens tenham amigos verdadeiros. Discípulos são homens chamados a caminhar ao lado de Cristo, equipados a viver como Cristo e enviados a trabalhar para Cristo.

Os homens não adorarão a um Deus que desconhecem ou não honram; eles não ofertarão a um Deus que não amam; e não compartilharão sobre um Deus pelo qual não são apaixonados. O modelo de Jesus é produzir discípulos que adorem, ofertem, que sejam apaixonados em compartilhar as boas-novas sobre o que ele fez pela humanidade. o Senhor, o seu Deus, dará um coração fiel a vocês e aos seus descendentes, para que o amem de todo o coração e de toda a alma e vivam. Dt 30.6. Qual é a condição dos homens de nossas igrejas? Quando enxergarmos e  compreendermos como e por que os homens estão falhando, entenderemos que começar a trabalhar com os homens é uma solução sistêmica para os problemas das igrejas e do mundo. Tratar os sintomas é necessário e bom, porém não se consegue curar uma enfermidade apenas tratando seus sintomas. O que está acontecendo? Se a maioria dos problemas de nossa sociedade pode ser computada às falhas de homens, por que os homens na igreja não estão se saindo melhor que os de fora? A resposta? Não estamos discipulando homens para serem seguidores de Jesus Cristo. Os homens não têm amizades verdadeiras. Não adianta apenas dizer aos homens que precisam ser bons maridos, bons pais, serem honestos e íntegros. Precisamos mostrar-lhes como.

COMECE COM OS HOMENS

A redução desses males não acontecerá apenas com reformas sociais, mas advirá de reformas espirituais.
Como, então, o homem pode mudar? Discipulando-os para que se tornem seguidores de Jesus Cristo! Uma reforma espiritual da sociedade começa com uma reforma espiritual dos homens. Os homens precisam de amizades verdadeiras. O que acontecerá se discipularmos os homens da igreja a seguirem a Cristo? Os casamentos ficarão melhores, então, as famílias, depois as igrejas e, por fim, o mundo.

O QUE OS HOMENS DESEJAM?

Todos os homens desejam descobrir algo para o qual possam dedicar suas vidas: UMA MISSÃO, uma causa ou um propósito. Cada um anseia chegar ao fim de sua vida e sentir que contribuiu para algo, que ele foi importante. Os homens procuram por SIGNIFICADO, FELICIDADE, PAZ, TRANQUILIDADE E SATISFAÇÃO. Quase sempre, um homem buscará satisfação, primariamente, em suas realizações (algo para o qual dedicar sua vida) e em outras pessoas (alguém com quem compartilhar). De uma maneira geral, os homens sentem-se frustrados com as dificuldades em obter sucesso nas conquistas e nos RELACIONAMENTOS. O mundo diz ao homem: Trabalhe o máximo que puder para edificar uma carreira bem-sucedida, fique até tarde no escritório, envolva-se em grandes projetos, viaje sempre que for solicitado. Mas com o tempo ele percebe que isso é vazio e destrói relacionamentos. Um homem que investe nos relacionamentos pessoais descobrirá que seus amigos, sua esposa, seus filhos são suas melhores companhias.

O QUE OS HOMENS NECESSITAM?

Eles necessitam de algo que os ajude a transformarem as emoções mais Íntimas de seus corações – O EVANGELHO. O Evangelho explica por que é tão difícil encontrar a felicidade nas realizações ou nos relacionamentos deste mundo. Ele mostra o que é a verdadeira felicidade e como eles podem alcançá-la. ESSE PROCESSO DE AUXILIAR OS HOMENS A DEIXAREM DE CONFIAR EM SI MESMOS OU NOS OUTROS PARA CONFIAR EM DEUS É DISCIPULADO. Esse é um processo de aprofundamento da relação do homem com Deus. Isto vai gerar  mudanças nos seus relacionamentos. Uma vez que o homem tenha estado com Cristo, experimentado a alegria de sua graça, o aconchego de seu amor, a purificação de seu perdão e a habitação de seu Espírito, ele, inevitavelmente, chega a um ponto em que não consegue mais ser feliz a não ser servindo ao Senhor.

COMO OS HOMENS MUDAM?


AUXILIANDO OS HOMENS A EXPERIMENTAR A TRANSFORMAÇÃO DO CORAÇÃO

Devemos focar no auxílio aos homens para que transformem as paixões mais íntimas de seus corações. Se os homens forem deixados sozinhos, simplesmente irão se guiar pelos próprios impulsos. Esta é a nossa luta fundamental. A cada momento que vivemos escolhemos viver de acordo com nossa força, de modo independente de Deus, ou dependemos apenas e tão-somente de Deus, caminhando pela fé. O mundo é projetado para encorajar aos homens a confiar em suas próprias forças. É fácil os nossos projetos e pressões se tornarem mais reais que Jesus. Ao invés de andar pela fé, permitimos que nossa força seja o nosso deus. Então, tornamo-nos controladores, nervosos, apavorados, amargos, defensivos, orgulhosos e introvertidos. Não é possível ajudar um homem a tornar-se um discípulo apenas adequando seu comportamento e permitir que seu coração permaneça ignorado. Cristianismo não é sobre modificação exterior de comportamento; é sobre transformação de coração. Muitos homens aprenderam  a ficar parecidos com aqueles que andam com Cristo, porém seus corações não estão sendo transformados de dentro para fora. Quando auxiliamos  os homens a desenvolverem suas raízes, descobriremos mais e mais homens indo além de estarem envolvidos  no  ministério pelo que podem conquistar. Você terá homens que desejam ajudar outros a experimentar o que Deus fez com eles.

COMO FAZER ESTE DISCIPULADO?

A melhor maneira para que os homens sejam discipulados é através de Grupos Pequenos. Grupos de relacionamento com no máximo 5 homens. Estes grupos devem gerar relacionamentos saudáveis, confiança mútua, amizades verdadeiras, transparência e ensino da Palavra (através de mensagens específicas para os homens). Nestes grupos os homens vão colocar suas lutas, suas dificuldades, vão aprender uns com os outros, vão ajudar uns aos outros, haverá uma mudança de dentro para fora.