A PRESENÇA DE DEUS NOS  VALES

A vida é uma mistura de tristezas e alegrias, vitórias e derrotas, sucessos e fracassos, montanhas e vales.

São tempos bons e tempos difíceis que nos fazem amadurecer.

Deus está presente mesmo quando passamos por vales escuros, por nossos dias de escuridão. Sl 23.4

Na Bíblia, o termo “vale” também é usado com referência aos tempos difíceis da nossa vida.

Como a gente lida com os vales da vida?

I. DO QUE DEVEMOS NOS LEMBRAR AO PASSARMOS POR UM VALE

Há cinco fatos a respeito dos vales que precisamos relembrar quando passamos por tempos difíceis:

1.  VALES SÃO INEVITÁVEIS – Jo 16.33

Eles vão acontecer, conte com isso. Você ou acabou de sair de um vale, ou está passando por um vale, ou está à caminho de um vale. Vales acontecem durante a vida – um após outro. Depois de cada montanha vem um vale. Jesus foi bem realista a esse respeito.

2.  VALES SÃO IMPREVISÍVEIS – Jr  4.20

Não é possível planejá-los, agendá-los, demarcá-los. Os vales são sempre inesperados. Geralmente, eles chegam em hora inapropriada. E, geralmente, quando menos se espera, nas horas mais inconvenientes.

3.  VALES SÃO IMPARCIAIS – Mt 5.45

Ninguém está imune contra vales. Ninguém tem isenção de dor e sofrimento. Ninguém recebe ‘passe-livre’ de problemas na vida. Todo mundo tem problemas – pessoas boas e pessoas não tão boas.

Problemas, provações, dificuldades, distúrbios e depressão não são uma indicação de que você é uma pessoa má. Significa que você é uma pessoa. Não significa que você é um ser humano diabólico; significa que você é um ser humano.

4.  VALES SÃO TEMPORÁRIOS – 1 Pe 1.6

Eles tem duração limitada. Não são um lugar de permanência. Davi diz: “Ainda que eu ande pelo vale …”  O vale não é um lugar onde se fica a vida inteira. – Pedro admite que vez por outra passaremos por tempos difíceis.

Pedro está dizendo: “Não desanime”. Isto é insignificante quando comparado com os milhões de anos na eternidade, livre de problemas.

É um lugar de passagem – uma circunstância de duração limitada. Apesar de que, quando estamos no meio da situação, tenhamos a impressão de que não vai passar nunca.

São como um túnel, com início e fim. Os vales não vêem pra ficar. Eles vêem e vão.

2 Co 4.17 – A eternidade suplanta todo e qualquer tipo de sofrimento aqui neste mundo. A eternidade lança uma perspectiva produtiva sobre as nossas situações de sofrimento. Conforme a reação que tivermos, nossos problemas trarão benefícios para a nossa vida. Vales temporários podem produzir benefícios eternos, se reagirmos corretamente.

5.  VALES NÃO SÃO ACIDENTAIS – 1 Pe 1.6-7

Deus tem um propósito em mente ao nos conduzir por vales. Não importa se é dúvida, depressão, desespero, desânimo ou derrota – Ele tem uma razão em mente.

EXISTEM VÁRIOS TIPOS DE VALES

As situações de vale não são acidentes da natureza. Deus quer construir sua fé por meio dos vales da vida. São nos vales que ela ganha substância. A fé é fortalecida nos vales.

1. Todo problema serve para um propósito. Mesmo aqueles bem pequenos, inconseqüentes; aquelas coisas que parecem meras irritações. Elas servem para algum propósito. Deus pode estar desenvolvendo seu caráter. Ele deseja lhe transformar, amadurecer.

2. A fé se desenvolve nos vales da vida. Deus quer edificar o nosso caráter. Ele está bem mais interessado no nosso caráter do que no nosso conforto ou conveniência. O alvo de Deus não é simplesmente nos trazer conforto.

Ele está mais interessado na nossa integridade do que na nossa felicidade. Integridade é duradoura, felicidade é momentânea. Além do mais, felicidade é um produto da integridade.

Deus quer nos tornar semelhantes a Jesus Cristo. Ele quer cultivar em nós o caráter de Cristo.

Será que Jesus ficou isento de sofrimentos? De forma alguma.

Será que Jesus foi tentado por desânimo? Sim.  Será que você vai ser? Sim.  Será que Jesus foi mal entendido, criticado injustamente? Sim. Será que você vai ser? Nós todos passaremos por vales.

II. O QUE FAZER DURANTE A PASSAGEM PELO VALE?

Davi disse: “Não terei medo de mal algum porque Tu estás comigo; tua vara e teu cajado me consolam.”

1.  RECUSAR O DESÂNIMO

“Não terei medo algum.”  É isso que alguém, como Davi, que coloca sua fé em Deus pode afirmar. Davi diz “que eu ande” e não “que eu corra” ou “que eu entre em pânico e fuja.”

Andar significa dar passos deliberadamente, calmamente, através do vale. Davi estava dizendo “Eu não vou temer. Eu calmamente andarei pelo vale.” É UMA ESCOLHA.

Recuse-se a ficar desanimado. “Não terei medo” implica em se fazer uma escolha. Implica num ato da nossa vontade.

Se você está desanimado, neste dia, é porque você decidiu ficar desanimado.

Decidimos não olhar para Cristo e todas as coisas boas. Decidimos pelas coisas negativas. Ao invés de olhar para Cristo, focalizamos nas coisas negativas. Isto é uma escolha, e você pode decidir mudar isso, também.

COMO FAZER A ESCOLHA PARA NÃO DESANIMAR?

Focalizando no poder de Deus e não no problema.

O que faz a diferença é o seu foco de pensamento. É preciso focalizar não nas circunstâncias, mas em Cristo. Não na situação, mas no Salvador. Não no problema, mas no poder de Deus.

Cl 1.11 “Oramos para que vocês cresçam no conhecimento de Deus  e sejam fortalecidos com todo o poder, de acordo com a força da glória de Deus para que tenham perseverança e paciência.”

Para os vales da vida, precisamos de uma fonte maior que nós mesmos. Se você pensa que vai sobreviver a todos os vales da vida com base nos seus esforços próprios, pode esquecer!

Nós precisamos estar conectados a uma fonte de poder maior do que nós mesmos.

“O  SENHOR está perto dos que tem o coração quebrantado e salva os de espírito abatido.” Sl 34.18

“Conheço os planos que tenho para vocês, diz o SENHOR, planos de fazê-los prosperar e não de lhes causar  dano, planos de dar-lhes esperança e um futuro.” Jr 29.11

2.  RELEMBRAR DA COMPANHIA DE DEUS

Davi afirmou: “Pois Tu estás comigo. Tu estás comigo a cada momento.” Deus não somente promete nos capacitar, quando estivermos no vale; Ele promete estar presente. Você nunca passará por um vale sozinho na sua vida. Você nunca passará sozinho por um dia escuro. Deus disse “Eu estarei com você.” Ele estará com você a cada passo durante o vale. Não há nada a temer

Sl 23.4, há uma mudança estratégica de linguagem. Até então, Davi estava falando a respeito de Deus. Mas quando chega no vale, ele não está mais falando a respeito de Deus, mas, sim, com Deus. “Tu estás comigo. Tua vara e teu cajado me consolam.” São os vales da vida que nos colocam face-a-face com Deus.

De repente, o que é superficial se torna íntimo. Quando estamos passando por uma vale, não queremos falar sobre Deus; queremos falar com Deus. São durante os vales que ficamos mais próximos a Deus.

Quando você se sente desgastado, perplexo, desesperado e você conversa diretamente com Deus, é aí que Ele se torna real; e Ele diz: “ Eu estou com você.

Você não está nessa situação sozinho.” É bom estar no topo da montanha, mas são nos vales que encontramos a Deus face-a-face. Deus nunca fica tão próximo, quanto nas horas em que estamos passando por um vale.

3.  CONFIAR NA PROTEÇÃO E DIREÇÃO DE DEUS

Davi relembra a si mesmo que a vara e o cajado de Deus lhe traz conforto. Com isso Deus está nos dizendo: “Quando você passar pelo vale, Eu defenderei você. Eu o protegerei.”  A vara de Deus nos dará proteção e nos defenderá.

O pastor usa o cajado para guiar e confortar. Ele usa o cajado para trazer a ovelha para perto de si; para levantar uma ovelha que cai.  Quando passarmos pelo vale,  não estaremos sozinhos. Deus vai estar ao nosso lado. Ele vai usar a vara e o cajado para nos guiar.

Ao passarmos pelos vales da vida, a parte mais amedrontante são as sombras nas encostas do vale. Davi afirmou “Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte.” – Davi pelo vale da sombra da morte..

Quando você passar precisará se lembrar de três coisas importantes a respeito das  sombras:

1. As sombras são sempre maiores do que a realidade. O medo é sempre maior do que o problema em si. O medo é que é enorme.

2.  As sombras não podem nos ferir.  Sombras são imagens que não possuem substância. Elas não podem nos ferir. Elas podem nos amedrontar, mas não podem nos ferir.

3. Sombras não podem existir se não houver uma luz em algum lugar. Quando estamos no meio de um vale, pensamos que o sol parou de brilhar… que estamos sozinhos. Mas, sempre que existe uma sombra, significa que existe uma luz em algum lugar. Quando você sentir medo, não olhe para a sombra. Vire para a direção oposta e olhe para a luz e a sombra cairá atrás de você. Jesus disse: “Eu sou a luz deste mundo.”

Quando olhamos para dentro de nós ou para o mundo, ficamos estressados. Mas quando olhamos para Cristo ficamos descansados.

A escolha é nossa. Tudo depende de onde estamos olhando. Volte seus olhos totalmente para Jesus, e as coisas deste mundo perderão sua intensidade, diante da glória e da graça de Jesus. Não olhe para as sombras. Quando você estiver andando pelo vale, olhe para a luz.

Sl 34.19 – “O homem justo passa por muitas adversidades, mas o SENHOR o livra de todas.”

Podemos passar por vales assim como qualquer outra pessoa. Os cristãos passam por vales assim como as demais pessoas.

Mas existe uma diferença… e é uma grande diferença. A diferença para o cristão não é a ausência do vale, mas a presença do Pastor. Deus está conosco.